Translate

terça-feira, 7 de julho de 2015

Partido a Frio sem Gasolina


Para quem precisa de um bom sistema de partida a frio, com uso diário. este sistema é a solução nada de reservartorios, linhas extras de combustível, instalações perigosas.
 Venho usando esse sistema ja a algum tempo, diria que tem mais de 1 ano,esse sistema é para carros a álcool injetados e posso afirmar é muito bom.

Em Sorocaba tem algumas manhas bem frias com temperaturas de até 12 °C. E basta pulsar a chave
de partida a frio com a chave ligada e depois dar a partida,
Em dias de temperatura mais baixa pode ser necessário pulsar mais vezes o que acontece é que o tempo de injeção
é alterado mas só nos bicos e não no modulo, abrindo os bicos, isto em nada afeta o modulo  que no meu caso é o 1 AVB que continua com sua programação inalterada. Observar que nos bicos injetores da linha de modulos 1 AVB. Os Bicos possuem 4 fios comuns (Positivo) e mais 4 (Negativo aterrados sequencialmente e momentaneamente pelo modulo) onde ligaremos o sistema de partida a frio e aterraremos momentaneamente os 4, fazendo com que se abram e injetem mais combustivel.
Faça as ligações e preste a atenção quanto a curtos circuitos nessa linha, atenção nunca é demais!  
O esquema foi desenhado para o modulo 1 AVB e pode ser facilmente modificado para qualquer outro.

O circuito é muito simples e funciona!
Poucos materias, na verdade 4 diodos 1n 4007 e uma chave de pulsar, NA ou seja normalmente aberta. e fios,
Modificação com grau de dificuldade: Facil






Diodo 1n4007  - Faixa branca a direita representa a parte de cima que esta ligada a chave

6 comentários:

  1. Interessante a soluçao bem bolado, mas vai uma sugestao para proteger a saida do processador; instalar diodos para "nao retorno" a ECU

    ResponderExcluir
  2. Acredito que os fios originais vindo da ECU se conectam no Anodo dos diodos, voce os colocou ali para nao dar "retorno" para o processador da ECU.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente! assim eu posso comandar os bicos independentemente da ECU. Sem prejudicar o módulo! Antes eu usava um rele para acionar a bomba ao mesmo tempo que os bicos, mas com o uso vi que era desnecessário pois era muito fácil dar excesso de combustível, agora o projeto esta mais enxuto e funcional!

      Excluir
  3. Amigo a muito tempo sigo seu blog e sempre adorei suas postagens, mas não me leve para lado ruim mas com isso você estaria usando o combustível que está pressurizado na linha de alimentação do sistema e quando acionar a bomba a tubulação estaria sem a pressão ideal acarretando um prolongamento da ignição cansando a bomba e o motor de partida, eu só não recomendaria a sistemas mais avançados pois o execesso de combustível na câmara de explosão faria com que sensores do tipo "sensor de detonação" daria uma leitura errônea a UCE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Epaul, na pratica o sistema funciona assim: você vira a chave da uns dois toques no botão de injeção de partida a frio, o que faz com que os bicos abram muito rapidamente injetem combustível suplementar na câmara e ja nesse mesmo instante a pressão na flauta ja é compensada pela bomba, em questão de segundos ou menos que isso, e da a partida e o carro pega de primeira!
      Creio que se forçar a bomba, deve forçar muito menos que sem o sistema, pois sem ele no frio não pega mesmo, a menos que se coloque gasolina no alcool.
      Quanto ao sensor de detonação, o meu ja possui esse sistema e funciona sem problemas!
      Como disse antes a injeção de combustivel é muito pequena e não chega a prolongar o tempo de ação da bomba.
      Abraço

      Excluir